Quem sou eu

Minha foto
Cananéia, São Paulo, Brazil
Sou um peregrino que, no caminho da vida procura estar sempre de bem com a vida e com as pessoas a minha volta. Sou uma pessoa muito dedicada naquilo que faz. Procuro sempre deixar boa impressão por onde eu passo. E aqui, neste blog, você vai conhecer a minha paixão pela poesia e pela literatura. Gosto muito de ler e screver, adoro aquelas poesias que me fazem refletir sobre o dia a dia, sobre a vida, e sobre as pessoas que fazem da vida um lugar de sonhos e magias. Também tenho um espaço onde eu publico todas as minhas poesias e meus pensamentos, o site é: recantodasletras.uol.com.br/autor.php?id=56032 Espero que você goste do conteúdo deste blog. Um abraço.

8 de abril de 2011

Vivemos num lugar divino e não sabemos

Vi esta noite
um menino sentar-se abeira do mar.
Parecia confuso
como se estivesse procurando,
matutando, pensando...
O trapiche sob ele
fazia-o balançar suavemente
acalmando-o e seduzindo-o.

Seus olhos brilhavam
acompanhando as espumas do mar
que iam, iam... e sumiam.
Logo após, seus olhos fitavam os barcos
que dançavam conforme o ritmo das ondas.
Os barquinhos eram iluminados pela luz da lua
e pelo brilho de um milhão de estrelas cintilantes.

O menino parecia viajar no tempo.
Parado ali, ele observava, tranquilamente
tudo ao seu redor.
Parecia estar enfeitiçado,
como se visse o próprio Deus na sua frente.

Também, com a paisagem maravilhosa
da lua iluminando os barcos
que dançavam no ritmo das ondas
as quais levavam as espumas para longe
as quais atraiam seu olhar..

Seus pensamentos deviam estar trabalhando intensamente.
Centenas de coisas devia ele estar pensando.

Então, de tanto observá-lo
e observar a bela paisagem à minha frente
comecei a me sentir extasiado, pensativo, flutuante.
Entrei então, no ritmo da imaginação.

Foi então que nasceu a seguinte pergunta:
"porque o ser humano procura vestígios de Deus tão longe, se basta sentar-se a beira de um mar para descobrir o que é divino"?





Um comentário:

Sir Eu disse...

Por que nem todos moram a beira do mar.